Dúvidas frequentes / Imunoistoquimica


Imunoistoquimica


1. O médico patologista que faz a biópsia pode realizar as imunoistoquímicas correspondentes?



Resposta:


O exame imunoistoquímico é realizado para complementar exame anatomopatológico previamente realizado. Há casos nos quais a sua realização está prevista em protocolos de conduta, como a determinação de biomarcadores para carcinoma mamário, linfomas, GIST e outras neoplasias. Noutras situações, o exame imunoistoquímico é aplicado para complementar exame anatomopatológico, na necessidade de estabelecer diagnósticos diferenciais.

O Código de Ética Médica estabelece: 

Art. 12 - O médico deve buscar a melhor adequação do trabalho ao ser humano e a eliminação ou controle dos riscos inerentes ao trabalho.
Art. 18 - As relações do médico com os demais profissionais em exercício na área de saúde devem basear-se no respeito mútuo, na liberdade e independência profissional de cada um, buscando sempre o interesse e o bem-estar do paciente
Art. 21 – É direito do médico: Indicar o procedimento adequado ao paciente, observadas as práticas reconhecidamente aceitas e respeitando as normas legais vigentes no País.
Isto posto, é entendimento da Associação Brasileira de Laboratórios de Patologia e Citopatologia, que exames imunoistoquímicos podem ser realizados em virtude de sua solicitação ou indicação do médico assistente ou do médico patologista.

Carlos Alberto Fernandes Ramos

Presidente da ABRALAPAC



2. Vou receber em meu laboratório um linfonodo sentinela de mama. Qual o protolocolo vigente, desde a macroscopia da peça? Tenho mais uma dúvida, a paciente tem UNIMED, mas pelo que vi não tem código para este procedimento ou seja o convênio não cobre. Quanto cobrar por este exame, já que provavelmente serão realizados mais blocos e lâminas do que o usual? Muito obrigada pela atenção.



Resposta:


Para protocolo de linfonodo sentinela consultar
\"Manual de Padronização de Laudos Histopatológicos\", publicação da SBP
Em um artigo divulgado pelo INCA (http://www.inca.gov.br/rbc/n_47/v03/pdf/artigo8.pdf) também pode ser encontrada técnica de processamento de linfonodo sentinela.
A cobrança de linfonodo sentinela por convênio está detalhada no Cartilha de Instruções da CBHPM, editada pelo Departamento de Defesa Profissional da SBP, disponível on-line no site www.sbp.org.br (acesse notícias/CBHPM - manual de instruções).

 

Recentemente foi inaugurado em nossa cidade, Campo Grande , MS, laboratório de bioquímicos chamado \"CÉLULA - Diagnósticos citológicos\" o qual diz ser \"específico em líquidos cavitários e citologia esfoliativa.\" ...\"o único laboratório especializado em líquor no estado do Mato Grosso do
Sul\",\" ...pesquisa de células neoplásicas em todos os tipos de líquidos e muitos outros exames específicos, tendo como apoio laboratório nos U.S.A. e na Europa.\" Diz ser especialista em \"análise citológicas e rotina dos líquidos cavitários (pleural, ascítico, sinovial e pericárdio), urina,
líquor (citologia e rotina), citologia oncótica vaginal - papanicolaou e citologia hormonal\".
Pergunto: E podem eles fazer diagnósticos de patologias sendo bioquímicos?
Devemos ou podemos fazer algo?
A farmacêutica-bioquímica-citologista responsável diz ser \"pós graduada a nível de especialização em Citologia clínica pelo CRF-MS/SOMAY\".
Muito agradecida,
Maria de Lourdes   - Campo Grande- MS




Voltar página


Procedimentos operacionais Padrão


Clique e confira

Busca de patologistas


Nome


Estado

Especialista


SBP

SBC


Buscar

Empresas Parceiras





© Copyright 2014 ABRALAPAC - Todos os direitos reservados.